Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

09
Fev19

Stº Estêvão - Chaves - Portugal

1600-sto-estevao (247)

 

Nestes sábados do blog dedicados ao mundo rural flaviense, em geral às nossas aldeias, temos de abrir duas exceções, pois para além da cidade, no concelho de Chaves existem duas vilas, a de Vidago e a que vos trago hoje, a Vila de Stº Estêvão.

 

1600-sto-estevao (221)

 

Stº Estêvão já é aqui repetente várias vezes, e para não estar a repetir aquilo que fui dizendo ao longo dos posts que lhe dediquei, hoje fazemos uma abordagem um pouco diferente e talvez chamar a atenção para alguns pormenores que alguns desconhecerão e que muitos se vão esquecendo do que por lá existe, como por exemplo o seu castelo, um dos três castelos medievais que o concelho de Chaves tem. Curiosamente na última imagem aparecem dois desses castelos, o de Stº Estêvão no meio do casario da vila e lá mais em cima, na croa da montanha, do lado esquerdo, o Castelo de Monforte de Rio Livre.

 

1600-sto-estevao (195)

 

Na última imagem o tal castelo com mais evidência. Infelizmente para mim, apenas conheço este castelo por fora, nunca tive a oportunidade de o ver por dentro. Verdade se diga talvez por algum desleixo meu, mas também porque nas minhas muitas passagens por Stº Estêvão nunca ter visto as suas portas abertas. Sinceramente nem sequer sei se está aberto ou não ao público, mas um dia hei de lá entrar e se o que vir tiver interesse, Stº Estêvão terá aqui outro post.

 

1600-sto-estevao (279)

 

Quanto à vila, é um misto de tradição e modernidade, mais modernidade que tradição, desta, apenas a antiga rua principal vai mantendo o seu casario mais antigo, e um pequeno núcleo à volta da igreja, de resto, nem o castelo escapou ao ser rodeado pela tal modernidade das novas construções, principalmente das que surgiram no pós 25 de abril e fizeram sair das costuras o antigo povoado.

 

1600-sto-estevao (261)

 

Há no entanto algumas construções do Estado Novo que se destacam na aldeia, tal como a escola primária, com o projeto tipo das escolas cinquentenárias, esta idêntica às das cidades com dois pisos e quatro salas, apoiada por uma cantina escolar também da época e no mesmo largo onde a escola foi implantada.

 

1600-sto-estevao (306)

 

Que mais há a acrescentar àquilo que já anteriormente foi dito!? – Talvez que Stº Estêvão é uma das povoações da Veiga de Chaves, que partilha com as vizinhas povoações de Vila Verde da Raia e Faiões, a que ainda se vai mantendo verde e cultivada, pois a restante, também ela foi vítima da modernidade, não resistindo à invasão do casario.

 

1600-sto-estevao (111)

 

E finalmente dizer que Stº Estevão é de visita obrigatória, embora a evidência da modernidade que lhe retira o estatuto de povoação rural tradicional onde o granito é uma constante do casario,  mas tem o castelo, a belíssima igreja e casario adjacente e o largo da Escola primária/cantina, mas não só, pois o seu território chega até ao Rio Tâmega, onde se localiza a maior lagoa que resultou da exploração de areias e que hoje serve de poiso a muitas espécies de aves, onde existem dois abrigos/observatórios.  

 

Mais sobre Stº Estevão, após este post deverão aparecer links para as anteriores abordagens deste blog.

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • P. P.

      Maravilhosos olhares.

    • Fer.Ribeiro

      Obrigado Pedro. Um forte abraço desde este Reino M...

    • Miluem

      Pois os gatinhos acham que tudo aquilo em que põem...

    • Pedro Neves

      Belíssimas fotos!

    • Fer.Ribeiro

      Obrigado pela retificação, eu sabia que era grémio...