Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

13
Jun19

Uma rua, um rio e uma flor selvagem

1600-(50286)

 

É sempre o mesmo, chegado a esta hora nunca sei para onde hei de ir. Lembrei-me de interromper e entrar um pouco nas leituras. Ultimamente tenho andado cismado com o O’Neill, Alexandre, claro, mas hoje não me convenceu. Na procura encontrei um livro do nosso António Granjo, “A Grande Aventura”, fui lendo salteado como quem diz saltitando de entre páginas, entre tiros, mortos, granadas e trincheiras ia acontecendo poesia, andorinhas a passar, melodias, ia pintando telas em prosa poética. Granjo era poeta, republicano, jornalista, doutor das leis… infelizmente não o deixaram crescer. Seria leviandade minha, assim à primeira, trazer aqui fosse o que fosse de António Granjo, ainda estou na fase da sua descoberta.

 

1600-(20176)

 

Infelizmente os afazeres, deveres, não nos deixam desfrutar da cidade tanto quanto queríamos, mesmo estando cá a habitá-la todos os dias, ou pensamos que a habitamos, mas apenas passamos por ela, vamos e regressamos sempre pelos mesmos caminhos, cruzamo-nos com os mesmos rostos, sempre os mesmos bons-dias, boas-tardes e rotinas, sem tempo para descobertas e sentir o seu pulsar.

 

1600-rali altamega (19)

 

Mas arranja-se sempre qualquer coisinha, o que é preciso é vontade e alguma disciplina, para além de procurar o porquê do momento congelado, que às vezes não é assim tão fácil de detetar. Já está uma da Rua Direita, recordo-a bem, senti o momento. O Tabolado, o Jardim Público, a Madalena, o Arrabalde são sempre uma nascente que não deixa de brotar. Ah, lembrei-me que enquanto esperava pelo acelerar dos carros do rali, me entretive por lá com umas florzinhas selvagens e de ter reparado numa em especial, tão frágil, tão fina, tão-tão, bastaria um pequeno toque e quebrava-se… mas qual quê, qual carapuça, tão leve, que uma pequena brisa que seja a faz desviar-se de todos os perigos. Às vezes vale a pena reparar na fragilidade dos momentos para vermos a força que têm. E prontos, já está. Assunto resolvido e com esta me vou!

 

Até amanhã!

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes