Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Vivências

08.09.17 | Fer.Ribeiro

vivenvias

 

Km 0

 

Há alguns anos, por altura da Páscoa, fomos com um casal amigo até Madrid. Visitámos a cidade e estivemos, inevitavelmente, na Puerta del Sol, a praça mais movimentada da capital espanhola. Algum tempo depois, em conversa com um colega de trabalho, perguntava-me ele se também fui tirar uma fotografia com um pé no “quilómetro zero”… Não percebi e, então, ele explicou-me que ali existe, assinalado no chão, o chamado “quilómetro zero”. Curioso, fui pesquisar um pouco na Internet e fiquei a saber que aquela marca está situada precisamente em frente à porta da antiga Real Casa de Correos (hoje o edifício tem outra funcionalidade) e serve de referência para a definição de distâncias, quer no interior da cidade de Madrid, quer relativamente a outras cidades espanholas, através das diversas estradas radiais que partem da capital. A marcação do “quilómetro zero” teve, pois, como função marcar um ponto que servisse de referência para as deslocações em território espanhol.

 

Alargando o âmbito desta reflexão, o “quilómetro zero” pode ser qualquer ponto de partida que nós definamos para depois chegarmos a um determinado destino. E tanto podemos estar a falar de uma deslocação em termos físicos (uma viagem ou uma caminhada, por exemplo), como podemos estar a falar de um percurso profissional, ou ainda de uma evolução mais pessoal, interior, ou até espiritual, se quisermos.

 

Vivemos, hoje mais do que nunca, numa sociedade extremamente competitiva, que valoriza essencialmente as metas, as chegadas, as conquistas… Tudo isso é importante e necessário, pois são os objetivos que nos fazem evoluir, quer seja em termos académicos, profissionais, familiares, desportivos, ou outros. Mas a verdade é que na ânsia de definir objetivos e de começar a lutar por eles, esquecemo-nos muitas vezes de perceber primeiro onde é que realmente estamos antes de partir… esquecemo-nos de marcar o nosso “quilómetro zero” - e isso faz toda a diferença.